Portal O Novo Oeste
Copacol Supermercados

Nova medidas restritivas fecha atividades não essenciais nas regionais de Cascavel, Toledo e Foz


30/06/2020

Nova medidas restritivas fecha atividades não essenciais nas regionais de Cascavel, Toledo e Foz

A falta de profissionais de saúde e sedativos para a intubação dos pacientes junto com o aumento dos casos destas regiões, foram os motivos que levaram o governador Carlos Massa Ratinho Junior, anunciar hoje dia 30, estas novas medidas restritivas de quarentena que vão valer nos próximos 14 dias.

Hoje 75% dos casos do Paraná estão em 7 regiões que somam 134 municípios, incluído a região Oeste. Mesmo com as novas medidas do governo, os municípios terão a liberdade para acatar o novo decreto conforme a suas realidade.

Segundo Ratinho, não se trata de um lockdown, mas são novas restrições de forma regionalizada.

O Paraná é considerado hoje o estado que mais testa para detectar o Covid-19. “Nosso problema hoje não é respirador, também estamos organizados com novas UTIs, temos 2 problemas, os insumos, medicamento para fazer intubação, no mundo está acontecendo isso. Hoje é medicamento e não respirador. Também sofremos com escassez de intensivistas, profissionais que saibam trabalhar em UTI”, destacou.

Segundo Ratinho, 75% dos casos no Estado hoje estão vinculados a 7 de um total de 22 Regionais de Saúde somando 134 municípios. Nestas regionais, 3 são no Oeste, ou seja, todas as da região: 9ª Regional de Foz, 10ª de Cascavel e 20ª de Toledo.

Somente no boletim de hoje foram 1.536 novos casos, um recorde diário, chegando agora a 22.623 de infectados no Paraná, mais 36 mortes, ou seja, 636 mortes no Paraná.

Beto Preto ressaltou ainda a baixa de insumos e o que há disponível no Estado dá para mais alguns dias e que o Estado espera que o Ministério da Saúde ajude a colocar em dia os estoques.

Ao citar o isolamento social, Beto Preto reforçou que a grande maioria do estado está abaixo de 40% de isolamento social, o que inclui as regionais de Cascavel e de Toledo. Apenas duas regionais aparecem com isolamento próximo ou superior a 50%: Pato Branco e Foz do Iguaçu.

Diante de todo esse cenário, tudo o que não é essencial vai fechar por 14 dias em toda a região oeste, mas as medidas não são restritivas para aqui.

Vai fechar as atividades não essenciais na regional de Cornélio Procópio, Londrina, Cianorte, Toledo, Cascavel, Foz do Iguaçu Curitiba e Região Metropolitana.

O decreto será publicado ainda nesta tarde. O apelo do Estado é para que os prefeitos venham com o Estado nesta decisão e decretem o fechamento de atividades não essenciais nas próximas duas semanas.

O decreto é uma determinação, o governador conversou com os prefeitos dos maiores municípios e presidentes das Associações Municipais para que todos sigam a recomendação.

Próximas 14 dias

Por 14 dias – prorrogáveis por mais 7, se necessário –, ficam restringidas as atividades econômicas não essenciais (shoppings, galerias, comércio de rua, feiras, salões de beleza, academias, bares, casas noturnas).

- O transporte público poderá atender somente os funcionários dos serviços considerados essenciais, e os veículos só poderão circular conforme a quantidade de assentos.

- Também fica proibida a circulação de pessoas em vias públicas das 22h às 5h.

- O funcionamento dos mercados ficará restrito de segunda a sábado, das 7h às 21h. O fluxo ficará limitado a 30% da capacidade total, devendo ser controlado com a distribuição de senhas. O acesso será limitado a uma pessoa da família e está proibida a entrada de menores de 12 anos.

- Fica suspenso o funcionamento de serviços de conveniência em postos de combustíveis – exceto nas rodovias.

- Restaurantes e lanchonetes poderão atender somente no sistema drive-thru, delivery ou take away (retirada no balcão).

- Reuniões profissionais ou pessoais devem ser realizadas virtualmente e, quando necessário, com no máximo 5 cinco pessoas e afastamento de 2 metros entre si.

- A abertura de parques, praças e demais áreas coletivas ao ar livre fica a critério de cada prefeitura.

- A fiscalização será realizada pela Polícia Militar em parceria com as Guardas Municipais, sob pena de multa em caso de descumprimento.

- Também serão suspensas as cirurgias eletivas diante da escassez de medicamentos anestésicos e relaxantes musculares.

O detalhamento das atividades com restrição será feito em decreto que deve ser assinado ainda nesta terça-feira pelo governador.

eliane
Rosa Choque
Amanda Menck
Bortolato
Elite
Cobb 2
genesis