Portal O Novo Oeste
Copacol Supermercados

Governo emite nota de esclarecimento e desmente lockdown, mas estuda medidas restritivas


29/06/2020

Governo emite nota de esclarecimento e desmente lockdown, mas estuda medidas restritivas

O governo do Paraná estuda novas medidas mais restritivas para conter o coronavírus no Estado.

O anúncio deve ocorrer até esta terça-feira (30) e podem valer para todo Estado. Porém, a mais drástica delas - o 'lockdown estadual' - que é a paralisação completa das atividades não essenciais, não será adotada, de acordo com uma nota de esclarecimento divulgada na noite desta segunda feira (29).

Diz a nota:

"O Governo do Paraná informa que está elaborando uma série de medidas para conter o avanço da Covid-19. As medidas estão sendo discutidas em diversas instâncias do Executivo e serão apresentadas aos demais poderes do Estado. A previsão é de que haja ampla divulgação das decisões nesta terça-feira (30). O Governo do Estado antecipa que, diferente do que foi noticiado, não se trata de impor um 'lockdown' em todo o Paraná."

A decisão pode ser uma resposta a uma ação ajuizada hoje pelo Ministério Público (MP-PR) contra o governo pedindo que a Justiça determine 'lockdown' por 15 dias no Paraná. "Senão em todas as regiões do Estado do Paraná, ao menos em suas macrorregiões Leste e Oeste", lê-se na ação.

A justificativa é a situação da pandemia de coronavírus no estado, classificada como "gravíssima" pelos quatro promotores de Saúde Pública que assinam conjuntamente a ação: Marcelo Maggio, Angelo Santana Ferreira, Michele Nader, e Susana de Lacerda. Eles representam, respectivamente, as regiões Leste, Oeste, Noroeste e Norte do Paraná.

O juiz substituto da 4ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, Eduardo Lourenço Bana, concedeu 72 horas de prazo para que o governo se manifeste sobre a petição.

Em nota durante a tarde, o governo já tinha reafirmado que mantém as recomendações sobre a importância do distanciamento e isolamento social para evitar a disseminação do novo coronavírus. "Tal orientação tem sido seguidamente defendida pelas autoridades estaduais, desde o início da pandemia da Covid-19".

Sicredi
Itaipu
genesis
Coopercaf
Cobb 2
BioNova
Amanda Menck