Portal O Novo Oeste - Professores de Cafelândia representam categoria em Curitiba
Portal O Novo Oeste
Banner

Professores de Cafelândia representam categoria em Curitiba


19/05/2015

Ato que acontece hoje (19), conta com representantes de Cafelândia, quais se manifestam em rede social onde dizem; "Educadores de Cafelândia representado em Curitiba no dia de hoje. Sabemos que muitas pessoas estão confundindo nossa luta com politicagem mas, o que importa é que nós, educadores conscientes, sabemos o motivo de nossa luta: Somos trabalhadores como qualquer um, não fazemos Leis apenas as cumprimos e temos uma carga muito grande, todos pessoas em formação passaram por nossas mãos, as quais servimos de exemplo. Pergunto então, que exemplo seríamos se aceitássemos que nos tirassem direitos e não fizéssemos nada? Respondo-lhes: estaríamos ensinando: votem e aceitem o que vier, somos gado sendo tangidos sem reclamar, deixem quieto, lutar dói, causa transtornos, perdas, sofrimento e incomoda muita gente, principalmente os gados que pensam que têm conhecimento e fazem de suas opiniões verdades absolutas, criticando e apedrejando quem pensa diferente", descreveram também;
"É na educação que se formam os políticos, é pela educação que se formam cidadãos. Se como educadores não denunciarmos os maus políticos, estamos abrindo mão da ferramenta principal do nosso trabalho: despertar nas pessoas o pensamento crítico, a indignação diante das injustiças, a busca pela construção de um país melhor, a participação de todos na luta pela igualdade e principalmente através do conhecimento possibilitar a emancipação do sujeito que queremos que seja atuante, consciente do seu papel e do seu valor como pessoa. Como podemos nos calar diante de tudo que este governo faz? Nós educadores estamos dando uma aula de cidadania para àqueles(as) que preferem ficar sentados, de braços cruzados, esperando o que virá. Nós não, ?nós preferimos ir lá fazer o que será?. O povo é muito parecido com aquele elefante indiano, preso ao pequeno tronco, se soubesse a força que tem mudaria o mundo. Ainda bem que existem pessoas conscientes do se papel. Continuem na luta pessoal, não se deixem abater, pois a história é feita por gente que faz". Destacam professores.
A marcha dos servidores estaduais chegou a pouco no Centro Cívico. Os manifestantes se concentam na Praça Nossa Senhora de Salete, mesmo local onde aconteceu o confronto com a polícia no dia 29 de abril.
Os manifestantes aguardam a sessão de hoje na Assembleia Legislativa pois ela pode ser decisiva para o futuro da greve. Alguns manifestantes se concentram também na frente do prédio da prefeitura de Curitiba, próximo a Assembleia Legislativa.
A manifestação dos servidores públicos estaduais é mais um ato de protesto contra o governador Beto Richa (PSBD). A estimativa é de reunir cerca de 30 mil trabalhadores em Curitiba e mobilizar 100 mil em todo o Estado. A maioria dos manifestantes deve ser de professores e de funcionários de escolas e universidades estaduais, que estão em greve desde o dia 25 de abril.
Entre muitas reivindicações, a principal é pressionar o governo pelo aumento no reajuste de salário. A administração estadual já afirmou que o salário terá acréscimo de 5% e será pago em duas parcelas, sem mais nenhuma negociação. A categoria, no entanto, ainda exige 8,17%.
Ainda não há previsão de data para o fim de greve nas escolas e universidades estaduais. Nesta terça-feira, 19, somam 25 dias de paralisação. Mais de um milhão de alunos continuam sem aulas.
 
10014498_988424811190536_9173281314794053345_o 11136285_988425134523837_2283153738690779470_o 11233573_976152185748840_5963996459225616399_o 11254026_976152389082153_4805615565882808236_o

Metalpar
Nova
albaugh
Clinicanalises
Master Farma
Unica Faculdade
W van